Você tem que aprender a se perdoar.

Se há algo que não é fácil é se perdoar por qualquer que tenha sido sua atitude consigo mesmo ou com os outros no passado – algumas vezes remoemos ações ou emoções e é como se elas moldassem tudo aquilo que acreditamos, somos e seremos. Mas a realidade que você aprende nos vinte e poucos anos de vida é que você está em uma mudança constante e que você vai errar ou se atrapalhar e tá tudo bem, porque no fundo você tem que aprender a se perdoar algumas vezes.

Não é fácil.

Sempre tem aquela frase que você falou que te persegue na hora de dormir.

Sempre tem aquele sentimento inacabado que, algumas vezes, faz você ficar revirando na cama – porque você não sabe como lidar com isso.

Sempre tem as inúmeras crises de identidade sobre como seu passado vai moldar seu futuro.

Sempre tem o medo de errar sobre tudo novamente e você não conseguir consertar, pois vai estar velho demais para isso.

Mas a verdade é que não importa. Nada disso realmente importa. Não enquanto você não se perdoar por completo e se deixar cometer novos erros. Porque com seus vinte e poucos anos você aprendeu que você ainda vai errar muito.

Você vai perder amigos. Você vai perder amores. Você vai reencontrar pessoas. Reconectar com algumas pessoas. Encontrar pessoas que te entendem e se conectam com você como ninguém mais poderia.

Você aprende a se conectar consigo mesmo – e que você merece mais do que remoer o passado e ter medo do futuro. Você sempre vai merecer mais do que repassar palavras ou momentos que te machucaram e pensar que você poderia ter respondido ou reagido de forma diferente.

Então pare.

Isso exatamente: pare.

Você não é seus erros de alguns anos atrás. Você é melhor que isso.

Você não é seus erros de seis meses atrás. Você amadureceu.

Hoje você é provavelmente uma pessoa melhor do que era antes e pronto. Sem meias desculpas. Hoje você é um conjunto de erros e de acertos que você cometeu desde a adolescência – e você vai se perdoar por isso, porque só assim você consegue seguir em frente.

A realidade é que nesse momento você começa a viver realmente. Nesse exato momento que você encontra a sua paz consigo mesmo. E então você não tem medo de arriscar. De, como um amigo meu de disse ontem à noite, pagar para ver.

E então, após você olhar para tudo e sorrir: você se perdoou por tudo o que deixou para trás.

Agora sim.

Seu presente começa.

Imagem: Visual Hunt

Salvar

Vanessa Simões, mas pode chamar de Van. 21 anos, formada em Gastronomia e logo em Pedagogia. Apaixonado por internet e contempladora de filmes e séries geeks-ou-não, jogos, música e em assistir receitas e tentar reproduzi-las. Tenta, em seu máximo, acompanhar todas as constantes mudanças e mostrar isso às outras pessoas.