Homens e a moda

Moda e cultura andam juntas e mesmo que homens não liguem para isso, a imagem que passa diz muito sobre você, o que pensa, suas escolhas e como quer ser visto.

boy1

Peças de bom caimento e bem estruturadas, juntamente com atitude e personalidade, influenciam muito para quem quer ter sucesso e ser reconhecido em sua profissão e ambiente de trabalho. Mesmo assim, alguns homens insistem no preconceito de que não é preciso se preocupar com isso. Os anos chegam, a maturidade e responsabilidade batem à porta, escolher se vestir da mesma maneira que estava acostumado no colégio não mostram sua evolução nos degraus da vida. Não ter aquela sutileza de sair da zona de conforto, experimentar coisas novas e, quem sabe, mudar de estilo; podem começar a passar uma imagem errada de você. Não sou ninguém para ditar regras, mas gosto de observar os movimentos das pessoas que passam por mim, seja no metrô, na rua, no shopping, etc. Gosto de imaginar como elas são, o que pensam, gostam e que imagem acham que estão passando pra quem não as conhece, mesmo que isso seja o de menos em certos casos.

“Essa pedra no sapato da moda masculina chama-se covardia. Com algumas exceções, a grande maioria do chamado sexo forte fica fragilizado se algum amigo ou amiga – porque elas também são terríveis – fala que a roupa que ele está usando é muito gay. Existe um medo mortal de boa parte dos homens héteros de vestir algo que os identifiquem com os viados”, Vitor Angelo em “O Problema da Moda Masculina”.

A pergunta que não quer calar: é possível se vestir bem sem criar estereótipos?

O ‘vestir’ tem duas funções: proteção e diferenciação. Inicialmente, nos vestíamos porque simplesmente não dava para andar pelado por aí, né? E o segundo motivo existe desde as mais remotas tribos indígenas, passando pelas cortes aristocráticas e presente até hoje nas ruas. Seja para dizer que você é o guerreiro da tribo, o rei daquele país, pagodeiro ou banqueiro. Todos estão dizendo alguma coisa, sacou? “Os homens custam em sair do armário e perceber que a roupa não define a sexualidade de ninguém, apenas marca se você tem personalidade diante da manada de cordeiros”, Vitor Angelo.

boy2

Hoje o mercado de moda é vasto, com milhares de opções para transformar o clássico calça jeans e camiseta branca em algo com a sua cara. É só gastar um tempinho buscando referências que encontrará combinações que talvez nunca tenham passado pela sua cabeça. Nada melhor do que ver o que os outros estão usando, como aquele ator que você admira ou seu cantor favorito podem ser ótimas fontes de inspiração. Por trás de toda aquela mega produção, tem sempre alguém preocupado com a imagem que ele refletirá em sua TV. Não é a toa que figurinistas de filmes e novelas fazem tanto sucesso e acabam caindo no gosto do público. Os figurinos usados ao longo da trama, seja ele uma camisa, acessório, sapato, penteado, cor de esmalte ou o que for, rapidamente chegam às ruas prontos para que todo mundo copie e coloque a sua identidade neles.

A colunista do portal Papo de Homem e design de moda, Verônica Gunther, diz que “para o homem moderno usar essa ferramenta (buscar referências) é uma das formas de fazer seu statement (formação), gerar presença e confiança. Algo que impulsiona uma grande roda que se retroalimenta”.

A sua equação mais básica é: bem vestido => primeira boa impressão => autoconfiança => receptividade => confiança => poder.

E ela completa dizendo: “Fico encantada com homens que se vestem bem, porque eles se deram ao trabalho de parar para pensar na roupa e seus efeitos, assim como eu, para atingir o patamar desejado”.

Alguns passos para começar a sua transformação:

– Repare no estilo de caras que você admira, sejam eles celebridades, executivos ou aquele seu vizinho;

– Se achar tais referências de estilo em revistas ou internet, faça o mesmo exercício;

– Quando estiver de boas em casa, pegue essas referências e tente reproduzi-las com o seu armário. Vista as combinações, testes e veja o que funciona ou não em seu corpo e identidade;

– Sentiu falta de alguma peça? Saia em busca!

boy3

Boa aparência já passa uma impressão positiva sobre você e seus interesses, sejam eles profissionais ou pessoais. E para que isso aconteça, não é necessário gastar quantias exorbitantes, só de estar munido de bom gosto e referências, a busca por algo que se adeque ao seu corpo, estilo e jeito de ser, se tornará muito mais fácil e agradável. “Você é só um homem, e homens são assim, simples, bem resolvidos… e homens”, Bruno Passos, estilista e dono da Conto Figueira. Alfaiataria e jeans são bons companheiros para quem quer investir em uma nova peça, e podem ser misturados de inúmeras maneiras. O Pinterest é uma belíssima ferramenta para ir atrás de tudo o que te agrada na moda, e lembre-se: simplicidade é diferente de desleixo e desinteresse, ter um pouquinho de zelo pela sua aparência com certeza te trará coisas boas futuramente. 🙂

Jéssica Severo, mas pode chamar de Jess. Tem 25 anos, mora em SP, jornalista, aquariana e apaixonada por internet. Doida por fast-fashion, fast-food e produtos de beleza.